A Herdade

A Herdade Amália

A Propriedade

Localizada no Sudoeste Alentejano, a Herdade de Amália constitui um ex-libris da região. Adquirida em meados da década de 60 por Amália Rodrigues, a Herdade de cerca de 10 hectares foi, durante anos, o refúgio da Diva do Fado. A Herdade Amália Rodrigues, propriedade da Fundação Amália Rodrigues, constitui um marco histórico na vida da artista e das gentes da região.

Praia Amália

A poucos metro da casa, encontramos a praia, hoje conhecida como Praia da Amália. Dizia Amália ter a sensação de estar num barco, quando estava na casa, tal a envolvência do Atlântico. O acesso exclusivo intensifica essa magia.

Um lugar inolvidável

Lugar de excelsa beleza natural, com maravilhosa vista sobre a falésia e o mar que a banha. A propriedade proporciona uma experiência inolvidável, ganhando particular misticismo por ter sido a Casa de Retiro de Amália Rodrigues.

A Diva do Fado: Amália Rodrigues

O Alojamento Local

A propriedade detida pela Fundação Amália Rodrigues está, desde 2016, concedida à exploração para alojamento local.

Os serviços de apoio ao alojamento dos hóspedes e a manutenção da casa são prestados por uma empresa externa que mantém uma equipa de colaboradores sempre disponíveis para que os hóspedes tenham uma estadia confortável e memorável.

A Casa Principal disponibiliza 2 quartos (Suites), sala de estar e de jantar enquadrados num único open space.

Situada a 2 km da povoação do Brejão, o acesso mais apropriado para a Herdade é o automóvel.

Porém, a concessionária disponibiliza a opção de recolher os hóspedes nas paragens da Rede Expresso situados na Zambujeira o Mar e em São Teotónio, podendo também fazer a recolher a Estação Ferroviária de Santa Clara – Sabóia. A concessionária disponibiliza ainda Transfer no aeroporto de Faro. Estes serviços implicam uma taxa complementar. Solicite informações através do email indicado no site.

10 Hectares...

A Propriedade

Estendendo-se por cerca de 10 hectares, a propriedade é hoje ladeada pelo trilho da Rota Vicentina.

Fazendo juz à memória de Amália Rodrigues – que adorava flores – a Casa é ladeada de vida floral com malmequeres, lírios e flores de todas as cores…

A nascente um pinhal faz a sinalização da chegada à propriedade. A norte o denso mato, característico do Parque Natural do Sudoeste Alentejano, é o habit natural para a nidificação de aves e a reprodução de espécies que, durante as diversas épocas do ano animam a vegetação local.

O acesso à casa faz-se através da avenida que desce do pinhal, ladeado por eucaliptos e malmequeres, deixando florescer, a seu tempo, o Retiro de Amália

A Casa

A Casa Principal, branca, esconde à chegada todo o seu encanto e magia. Arquitectura de época e assinatura de Conceição e Silva, a casa é um convite à viagem no tempo e na história.

Com a construção datada de 1967, descobrem-se detalhes e pormenores arquitectónicos que ainda hoje surpreendem pela modernidade e vanguarda.

A decoração mantém-se praticamente incólume, preservando o mobiliário, os quartos e peças de decoração da Artista. Quase como uma Casa-Museu, o espaço de utilização dos hóspedes é convidativo, acolhedor, mágico.